04 fevereiro 2007

"o Ivo é gorego"

em noite de lua densa
o judeu, rei de Anadoris, espirra!
acorda a casa em um susto
a irmã do meio pensa
a outra aponta
o pai senta
a mãe levanta

"serei cézar!" tenho o vosso apoio?
reação clara e extensa
judeu? em tal cargo? nao soa justo!
a irmã do meio pensa
a outra conta
o pai levanta
a mãe senta

caro mané, agora serás soldado
o zeca seguirá fardado
o judeu ferirá a barba
a irmã do meio pensa
a outra canta
o pai não se espanta
a mãe nao levanta

5 comentários:

Lucas disse...

Obrigado, liz... acho que entendi. rs. Gostei da forma como foi escrito este poema. Nã sei te explicar. Ficou divertido, eu acho.
abraços

Albert disse...

oi Liz!

Tud blz??... Diferente esse texto sobre seu irmão! Dve estar sendo um ntanto qnto "bizarro" vê-lo assim hehe..

abração pra vc!

BIANCH, Gustavo. disse...

kkkkkkkkkkkkk
Mto legal
bjos

Paulo Sacramento disse...

UHauhauh
a irmã do meio só pensa?
HAH

Tábata Mori disse...

Cara..

que legal! Interessante sua visão!
Consegui visualizar tudo... principalemnte seu pai falando "mané"!

Arrivederci