23 janeiro 2006

Sei que entre gritos e desajustes a Sua graça ainda lhe cobre toda

A noite se desdobra em frases discretas
Secretas
Descobertas
Você despeja sentimentos e eu tento entrar nesse mundo
À mim obscuro
Duro
Posso dizer que foi deslumbrante
De Intuito tocante
Vibrante
E também foi Difícil
Emaranhado de dores e cores
Que Eu outrora não via
Agora encosta-se em mim
E fortalece a nossa trilha
Minhas mãos registraram aqueles instantes
Com linhas que não conseguimos entender
Traçado descontínuo de ver
Posso lembrar de suas lágrimas
E posso dizer que foram sinceras
Posso lembrar dos meus pensares
E ainda penso
Espero que dure
Espero que floresça

4 comentários:

Ingrid disse...

"Espero que dure, espero que floreça".

pedpau disse...

no... que desenho massa...

a coelha + legal do mundo disse...

ei...
eu gosto de ler seu blog!
é muitoooo liz
a liz
é muito surpreendente!

Paulo Sacramento disse...

Parabéns Liz, vc se superou. P-E-R-F-E-I-T-A a ilustração p/b lá em cima!