21 junho 2006

noite

os dias não me incomodam
as noites me confundem
os silêncios não me entristecem
os diálogos ferem

todas as coisas são difíceis, já dizia o Eclesiastes,
e os homens não conseguem explicar nenhuma delas

(Vulgate) cunctae res difficiles non potest eas homo explicare sermone non saturatur oculus visu nec auris impletur auditu

mas os olhos não se fartam de ver
nem os ouvidos se enchem de ouvir

disponho, pois, o meu coração a perscrutar a Palavra do Senhor
só assim serei livre
o sábio interprete interpreta em ações
não em palavras apenas

4 comentários:

FábioGN disse...

Super legal!!!
Tanto as imagens quanto o texto!
Show =]

Andrea Trindade disse...

É a primeira vez que visito teu blog. Depois de ver tudo, só posso dizer que você entende bem que o significado de imagem não é apenas superfície, nem atração estética, nem apenas beleza. O que expressamos sempre traz profundidade, mesmo pra quem não sabe se expressar, mas você se expressa muito bem... essa é a beleza.

Alberto Souza Vieira disse...

Liz, mto bom!! mto msmo!! A imagen então ...ficou mto bem feita .!!

Albert disse...

oi liz... entra ai depois

meutelescopio.blogspot.com

abraços