24 abril 2017

Poema de brincadeira


Venha, amigo! 
Venha, amiga! 
Me dê a sua mão.
Gira a roda, gira o mundo, e espanta a solidão.
Passos largos, bem ligeiros, dole uma, dole três!
Fique só mais um pouquinho?
Brinque só mais uma vez?

Nenhum comentário: